O Omnichannel e a necessidade de uma publicidade 360

por Eduardo Soares


Tudo estava caminhando muito bem no mundo até que um dia vem a tal da tecnologia e muda tudo entre nós. Hoje somos a geração conectada! Tudo acontece, gira, permanece através das redes navegadas em nossos smartphones. É assim que negócios, educação, mente, alma, relacionamentos... tudo se conecta. Não entramos mais online, vivemos online. Desde pedir uma pizza, um carro, encontrar um imóvel, ouvir uma música, tudo o que fazíamos antes de uma outra maneira, hoje fazemos online. Henry Jenkins, em seu livro Cultura da Convergência diz que essa mudança, essa convergência é puramente cultural, e não acontece nas máquinas, mas sim na mente e nos corações das pessoas. E para um bom negócio prosperar, hoje o grande risco é não arriscar. A inovação não pode ser algo que uma empresa investe uma bala e depois deixa tudo como era antes. A concorrência hoje não está no quarteirão ou no bairro, o nosso concorrente pode estar, muitas vezes, na China. Você pode escolher se quer chorar ou vender lenços, já dizia aquela máxima.  

E como fica a publicidade em meio a tanta novidade? Lead daqui, conversão dali. O fato é que por muitos anos, nós publicitários, tínhamos o poder dos deuses de comunicar algo e despertar necessidades. Ouvíamos pouco. Falávamos muito. Hoje é preciso falar sim. Um viva à comunicação e à publicidade! Mas aquela que nunca vai desaparecer. Não a panfletaria, mas a criativa. Não aquela mais uma oferta, mais aquela que vai concretizar uma experiência com o consumidor, que vai sim despertar o desejo de estar junto com você, que chama a participação e a união da marca com seus consumidores.
São nestes momentos de novidades que a publicidade se reinventa. No interior do Estado de São Paulo, em Ribeirão Preto, a APP (Associação dos Profissionais de Propaganda) comemora 35 anos em 2019. Várias décadas valorizando o profissional de publicidade e motivando o anunciante a investir em propaganda profissional de qualidade. Aquela que trás retorno, que conecta pessoas e traduz comportamento em boas histórias. E assim como a publicidade, os veículos também passam por uma grande metamorfose e inovam a maneira de levar conteúdo para este novo consumidor. É o caso da EPTV, que completa 40 anos, e hoje nos permite estar aqui escrevendo em mais um grande canal de mídia na internet. Porque esta nova comunicação tem que ser Omnichannel, Multicanal, onde o consumidor escolhe o caminho da informação.  

E neste caminho de conexões, as marcas precisam também se conectar com essa audiência dispersa em busca de entretenimento. O poder foi transferido para o público que hoje, mais do que consumir, também redistribui e circula o conteúdo nas mídias digitais. A partir do momento em que as pessoas se acostumaram a escolher o que e onde querem ver, isso muda completamente a dinâmica da comunicação. E para chamar a atenção é preciso ser interessante e ter um propósito muito bem definido. Por isso será o fim de qualquer coisa que não entreter e principalmente que não for confiável. As Fake News estão aí para serem combatidas e a necessidade de uma comunicação confiável, com apuração e credibilidade fazem toda a diferença para quem vai consumir conteúdo. 

Não existe uma receita que funcione para todos. Experimente! A diversidade dos formatos também é importante. É preciso entender que o online não exclui o offline. Aliás, não existe esta divisão. A comunicação deve ser 360º e estar onde o seu público está. Pegue o exemplo simples de um Dias dos Pais. Um consumidor comum já pesquisou preços, comparou ofertas, modelos, possíveis lojas... Foi impactado por anúncios criativos na TV, no rádio, no outdoor... Também olhou as redes sociais dele para verificar se havia alguma dica ou pista de última hora.  Um rápido olá para a vendedora com o produto escolhido na tela do celular, direto do Instagram da loja, e em menos de 3 minutos já paga, divide no cartão, fica feliz por acumular milhas e pelo cupom que a gerente gentilmente envia para o e-mail dele para se cadastrar na próxima promoção. Na saída, aproveita para colocar um sorriso no totem da entrada da loja, enquanto faz um selfie para seu Stories mencionando a @ da loja e agradecendo o ótimo atendimento.  

Uma rápida jornada de compra como essa mostra que hoje temos um consumidor decidido e que não quer perder tempo. Onde a experiência vai muito além apenas do físico. Ele quer decidir como, quando e onde quer comprar. Hoje não importa se os clientes buscam um produto no seu e-commerce, fazem uma pergunta nas redes sociais ou vão até uma loja física, todo o processo tem que ser único. Não importa o canal, é preciso ser Multicanal, Omnichannel. Essa estratégia vai otimizar sua presença em todos os ambientes, fortalecer a marca e aumentar suas vendas. E usar a tecnologia é sempre uma boa forma de estimular o consumo e fidelizar o público. Isso confere um peso enorme à marca, aumenta seu poder de influência sobre os compradores e estimula a fidelização em quem já teve uma experiência positiva de compra em qualquer canal da sua loja. É a maneira como os canais são combinados para se adaptar exatamente à jornada do cliente que faz toda a diferença.  

E para que todas essas dicas funcionem é preciso ter profissionais capacitados para cuidar da publicidade do seu negócio em cada uma destas mídias. Se você é empresa, busque quem tem especialização na área. Existem vários cursos de pós-graduação e cursos livres para diversas áreas da comunicação, publicidade, branded content e das mídias digitais. Se você é profissional, busque estes cursos, associe-se a uma APP da sua região, vamos tornar nosso mercado forte. Se você é um anunciante, procure agências que são referência e tenham um bom portfólio de trabalhos nos mais diversos canais de mídia que temos hoje para te apresentar. O tempo é de apostar em novos mapas para encontrarmos novas terras.
  

Eduardo Soares é publicitário, jornalista e Mestre em Desenvolvimento e Mídias Digitais. É vice-presidente na APP Ribeirão (Associação dos Profissionais de Propaganda), onde coordena a APP Estudantil. É Coordenador e professor dos cursos de Pós-graduação em Mídias Digitais, Marketing digital e e-commerce, Branded Content e Gestão de Negócios no SENAC Ribeirão Preto. Também é professor no curso de Publicidade e Propaganda no UniFACEF em Franca. Tem especialização em Comunicação Organizacional e Eventos e em Docência no Ensino Superior. É consultor e desenvolve projetos e pesquisa na área de transmídia, redes sociais e novas linguagens da comunicação. Também é colunista do 'Mundo Digital' na CBN Ribeirão e Revista Zumm.