O jeito Savegnago de conquistar o interior

PÁGINAS AZUIS


Vanessa Ferreira
Chalim Savegnago, Presidente Executivo da rede Savegnago de Supermercados

Enquanto ainda terminava de falar sobre a maratona de inaugurações de lojas Savegnago, em 2016, nas cidades de Barretos, São Carlos, Rio Claro e Ribeirão Preto, o Presidente Executivo do Savegnago Supermercados, Sebastião Edson Savegnago, conhecido como Chalim, emenda o assunto a respeito da mudança da sede administrativa em Sertãozinho, para um prédio novo na mesma cidade. Ano de inaugurações, e também de festa. No mês de agosto, a rede completou o aniversário de 40 anos, período de muito trabalho, sucesso e expansão que são resumidos em seu slogan “A Rede Forte do Interior”.

O Presidente Executivo reforça a busca constante pela modernização das lojas e atendimento às novas necessidades do mercado varejista, porém sem perder a essência e a proximidade com o consumidor, características herdadas do pai Aparecido Savegnago, fundador da primeira loja com 300 m2, em Sertãozinho. O patriarca da família atuava no ramo de máquina de arroz e decidiu, em 1976, criar junto aos três filhos José Carlos, Antônio Aparecido (Toninho) e Chalim, um negócio onde toda a família pudesse trabalhar junto.

A empresa familiar cresceu, se consolidou, e hoje o grupo é formado pelas empresas: Savegnago Online, Auto Posto Savegnago, Star Cine, Savegnago Administradora de Cartões (SAC), Savegnago Empreendimentos e Participações (SEP) e Savegnago Desenvolvimento Imobiliário (SDI). Em entrevista ao Break, Chalim, otimista e sorridente, fala sobre expansão, varejo, comunicação e gestão!

Expansão

B - Quais os planos de expansão para os próximos anos?
Chalim -
Nosso projeto é inaugurar loja em Campinas nos próximos cinco anos. Nosso início foi em 1976, em Sertãozinho, e desde então fomos para a vizinha Ribeirão Preto. Acompanhando o sinal de cobertura geográfica da EPTV, realizamos o segundo plano de expansão na região de São Carlos. A partir de 2017, vamos alcançar a região de Campinas. No próximo ano, inauguraremos lojas nas cidades de Limeira e Piracicaba.  

B - Alcançar esse patamar foi uma ideia planejada ou ela veio acontecendo?
Chalim -
No início, não fazia parte dos nossos planos chegar ao número de lojas que conquistamos. Atualmente, a rede possui 37 unidades e 7 300 colaboradores. Hoje, nós temos planejamento de expansão.

B - Ribeirão Preto é a cidade que mais possui lojas Savegnago (12) e também uma cidade com hipermercados. Qual o diferencial do Savegnago para se destacar?

Chalim - São várias qualidades. Cada vez mais, melhoramos o serviço e a aproximação com o cliente, além de oferecer produtos de qualidade e com preços competitivos. Um dos diferenciais é o serviço para aprimorar a experiência do consumidor nas nossas lojas. Somos o maior faturamento de Ribeirão Preto, temos pouco mais de 30% de market share. Então, nos destacamos em comparação aos grandes players através do comprometimento da nossa equipe em relação aos clientes. Oferecemos, por exemplo, a vantagem de o cliente trocar os Netpoints por produtos, viagens e descontos.

B - Apesar do cenário de crise, a rede continua a crescer. Qual o segredo?
Chalim
- O segredo é acreditar no que você está fazendo. Trabalhamos muito, somos confiantes e otimistas. Desde junho, inauguramos quatro unidades, criando 850 novos postos de trabalho, além de movimentar os segmentos de construção civil e automobilístico, com a compra de frotas novas. Se eu fosse esperar a crise acabar para planejar a expansão da empresa, iríamos agravar ainda mais a situação. Se eu fosse pessimista, esperaria a crise terminar para concretizar nossos projetos. Pelo contrário, imagino que quando a situação econômica melhorar, vamos ter mais uma unidade pronta. Somos uma empresa sem dívida e nos planejamos muito bem. As lojas inauguradas em 2016 foram projetadas no final de 2014, quando ainda não se falava em crise da maneira que se fala hoje. A situação econômica no Brasil vai melhorar e já está mostrando sinais de recuperação da confiança.

B - Vocês estão comemorando 40 anos de existência no mercado. Qual o maior aprendizado ao longo desses anos?
Chalim -
É não acomodar e melhorar cada vez mais o que fazemos no dia a dia. É um processo contínuo. Nunca podemos achar que fazemos tão bem as coisas que não possamos melhorar.

B - Quem você homenagearia nessa comemoração de 40 anos?
Chalim -
Meus pais, pelo exemplo e oportunidade que nos deram ao iniciar a primeira loja.

B - O que você aprendeu com eles?
Chalim -
Aprendi a simplicidade, o carinho com as pessoas, principalmente com os mais humildes. Meu pai era muito próximo das pessoas, gostava delas e dedicava muita atenção. Ele acompanhava a loja de perto, entrava nos diversos departamentos, no açougue, por exemplo, e ajudava a vender.

Varejo

Vanessa Ferreira
Chalim Savegnago faz um balanço dos 40 anos da rede de Supermercados Savegnago

B - As mais recentes lojas de Ribeirão Preto e Rio Claro oferecem o sistema self-checkouts, que permite ao consumidor realizar todas as etapas de compras sozinho. Como você imagina o futuro dos supermercados e a interferência da tecnologia?
Chalim -
Eu acho que a loja física sempre vai existir porque o cliente tem a necessidade de ter a experiência de compra na loja, gosta de sentir o aroma e a textura dos produtos. O e-commerce vai crescer cada vez mais entre as famílias que trabalham fora e não tem tempo de ir ao supermercado ou tem uma necessidade emergencial. É um meio de venda complementar e estamos operando nesse sistema desde 2014. Oferecer essa facilidade valoriza a marca e complementa o serviço.

B - Você está há muito tempo no setor e sempre traz alguma inovação. Qual a sua fonte de inspiração e criatividade?
Chalim -
Ao viver o dia a dia da empresa, você vai entendendo as necessidades da rede e também qual o desejo do cliente. Então, porque não implantar o que ele espera? Eu não invento nada. O que eu faço é trazer para dentro do supermercado coisas que já existem ao redor do mundo. Por exemplo, o drive-thru é um sistema que eu quero implantar também e que já existe. Basta termos vontade de fazer as coisas. As oportunidades estão aí e não preciso nem inventar. Eu não sou um Thomas Edison. Eu não inventei a lâmpada. Eu só tenho que acendê-la nos lugares certos (Risos).

B - Qual é o principal desafio no varejo?
Chalim -
O varejo é uma modalidade comercial bem antiga que vem evoluindo cada vez mais. Hoje, o consumidor é muito bem informado e isso faz com que avancemos também. O grande desafio é acompanhar a evolução da tecnologia e da informação do consumidor, pois se o cliente perceber que eu estou alienado em relação às tendências, ele vai procurar outro lugar. Por exemplo, trabalhamos com CRM (Customer Relationship Management), sistema automatizado que proporciona uma maior interação com o cliente. O cliente vem aqui, compra queijo e não compra vinho. Então, enviamos a ele uma mensagem no celular oferecendo uma sugestão de vinho que ele poderia ter incluído nas compras. Temos que mostrar para ele que sabemos que ele está aqui e que conhecemos seus hábitos de consumo.

Comunicação

B - Qual a relevância da comunicação no negócio?
Chalim -
É muito grande. Tivemos muito crescimento em mídia. Crescemos investindo em mídia. Acompanhamos a evolução, sempre com foco em comunicar ao cliente o que nós estamos fazendo. Isso tem que ser feito mesmo.

B - Qual a campanha de maior sucesso e que foi mais marcante?
Chalim -
A que mais me marcou foi uma campanha chamada “O cliente é o show”. Montamos um tapete vermelho para os clientes, reproduzindo o cenário da campanha publicitária exibida na TV, onde usamos um palco para destacar o protagonismo do cliente para nós. Eu gostei muito dessa campanha, não tinha prêmio, mas ela deu uma repercussão muito bacana para nós, para a empresa e para a marca. Inclusive nas faculdades, os professores de marketing levaram o tema para discussão.

B - Vocês realizam diversas campanhas. Na sua opinião, o que mais chama a atenção do consumidor?
Chalim
- Os consumidores gostam muito de participar das campanhas com prêmio. Acredito que promover ações em que o cliente tenha a chance de ser sorteado com prêmio é um diferencial que o Savegnago oferece há muito tempo. Temos inúmeras campanhas de muito sucesso e adesão dos clientes.

B - Você interfere nas campanhas de comunicação?
Chalim -
Gosto muito de dar opinião, de participar. Gosto muito de marketing, apesar de não ter formação. Participo das reuniões de planejamento de marketing, planejamento de mídia, das ideias de produção dos vídeos. Eu sou muito presente. Uma das características das nossas campanhas é sempre ter algum ator. Fazemos isso desde 1989.

Gestão

Vanessa Ferreira
Fachada da Loja 2 do Savegnago Supermercados, em Sertãozinho

B - O que pauta a sua vida de sucesso como empresário do ramo de supermercados?
Chalim -
Aqui no Savegnago temos duas regras. Regra número 1: O cliente tem sempre razão. Regra número 2: Se o cliente não tem razão, vale a regra número 1.

B - Que idade você tinha quando começou?
Chalim -
Eu tinha 17 anos. Em 1976, meu pai tinha 46 anos quando começou o negócio. Ele dividiu a empresa para ele e os filhos. No dia 31 de agosto de 1976, nós quatro éramos donos e sócios de uma loja muito pequena.

B - Quais são os valores que o empreendedor deve aplicar no negócio?
Chalim -
Ética sempre.

B- Vocês são conhecidos por marcar presença nas cidades através de ações sociais. Como você vê a importância e responsabilidade dos empresários também no desenvolvimento das cidades?
Chalim -
Infelizmente, todas as cidades têm seus problemas, suas dificuldades, então eu acho que as empresas devem ajudar a solucionar os gargalos dos municípios e contribuir com os cidadãos. É resposta ao acolhimento que a cidade tem conosco. Temos esse compromisso desde a época do meu pai e nós não podíamos deixar esse legado apenas para Sertãozinho, por exemplo. Acredito que se a empresa não tiver o pilar social também, ela não é completa. Essa preocupação social está no nosso DNA, na nossa vocação em chegar a uma cidade, compreender suas necessidades e estar presente em sua rotina também.

B - O que você mudaria em todo o trajeto que trilhou até aqui?
Chalim -
Acredito que se nós alcançamos 40 anos de empresa e da forma bem-sucedida que construímos nossa história é porque tivemos muito mais acertos que erros. Se eu quiser mudar somente os erros, eu seria injusto porque ninguém é perfeito. O erro faz parte e temos a filosofia de buscar a constante melhoria.

B - Qual é a dica que você daria para quem está começando um negócio agora?
Chalim -
Eu diria para os futuros empresários e empreendedores não escolherem um segmento só porque eles priorizam os resultados financeiros. A pessoa, antes de tudo, precisa ter afinidade e trabalhar com amor e dedicação. Ganhar dinheiro vai ser uma consequência do trabalho bem feito realizado pelo profissional.

B - O que você passa para os filhos?
Chalim -
As mensagens são várias, mas eu ressalto muito o comprometimento, a seriedade e simplicidade. São vários os valores que somados a outros, abrem portas.

Infográfico
Sobre Chalim Savegnago
Infográfico
A Rede Forte do Interior
Vanessa Ferreira
A Brahma realizou uma ação em homenagem aos 40 anos do Savegnago nas latas de cerveja